Com certeza você tem ou já teve alguma dúvida referente aos meios de pagamento para a sua loja virtual. Com tantas formas e alternativas no mercado, fica mesmo difícil para saber escolher qual é a melhor. Neste artigo, temos o intuito de te ajudar a esclarecer suas dúvidas sobre esse importante ponto do e-commerce.

Há basicamente quatro alternativas de meios de pagamento para o seu e-commerce; explicaremos cada uma delas a seguir:

  • Intermediadores
  • Cartao de crédito direto
  • Boleto bancário
  • Débito online

Como funcionam os meios de pagamento para e-commerce

(Meios de pagamento para e-commerce)  – Intermediadores

Os intermediadores oferecem todos os meios de pagamento através de uma única integraçao e um único sistema de gerenciamento de todas as formas de pagamento.  Existem mais de 15 intermediadores no mercado; em todos eles o cadastro é bem simples e fácil.

A facilidade do intermediador é que você pode abrir uma conta e receber seus pagamentos sem a necessidade de ter um CNPJ. Você também recebe o dinheiro em uma única vez, mesmo que o cliente tenha parcelado em 12 vezes.

Para ativar um intermediador na sua loja, basta que você:

  • Efetue o cadastro no intermediador que você preferir. Abaixo alguns intermediadores:
    • Moip
    • PagSeguro
    • Mercado Pago
    • Dinheiro Mail
    • PayPal
  • Valide a sua conta junto ao intermediador. Na maioria dos casos é necessário enviar comprovante de residencia e documentos pessoais;
  • Configure o intermediador na sua loja;
  • Faça uma compra teste para testar o fluxo de como você é avisado do pagamento daquele pedido;
  • O pagamento do pedido em geral é liberado para você dentro da sua conta virtual do intermediador entre 14 e 30 dias após a compra (quanto maior o prazo menor a taxa);
  • Quando o dinheiro estiver disponível, basta que você solicite o saque para a sua conta bancária (na maioria dos casos precisa ser conta corrente);
  • Dentro de 3 a 7 dias após solicitado o dinheiro ficará disponível para você.

(Meios de pagamento para e-commerce) – Cartão de crédito direto

Esta modalidade é a mais utilizada pelos e-consumidores brasileiros. Trata-se de um dos  primeiros meios de pagamento para e-commerce e aceito por todas as lojas virtuais – e foi através dele que nasceu o comércio eletrônico.

O processo de funcionamento é simples:

  • Você precisará ter um CNPJ para se credenciar; caso contrário, recomendo que dê uma olhada no Portal do Empreendedor, que é uma forma de você ter a sua empresa legal e sem gastar muito mensalmente;
  • Depois disso, você precisará se credenciar junto à operadora. Para isso, você poderá se cadastrar ou ligar para 4002-9700 (capitais) ou 0800 570 1700 para qualquer local fora das capitais;
  • Após este credenciamento, virá até você uma pessoa que faz o recolhimento dos documentos (em alguns casos você terá que enviar via correios). Após aproximadamente sete dias, você receberá um e-mail informando seu código de credenciamento junto à operadora;
  • Após a venda, você receberá o dinheiro automaticamente em sua conta correte após D+30 dias (em algumas operadoras pode ser D+32 dias). Este D indica o dia em que foi efetuada a captura da sua venda. Lembrando que você irá receber o dinheiro da mesma forma que seu cliente parcelou. Um exemplo: seu cliente fez uma compra no dia 01/06 no valor de R$ 1.000,00 e parcelou em cinco vezes. Se a sua taxa para pagamento parcelado nesta quantidade for de 5%, você terá um desconto de R$ 50,00 que será automaticamente descontado da primeira parcela. Você receberá cada parcela em suas datas:
Valor  R$ Data Recebimento Entendendo
150 01/07   Aqui você está recebendo a primeira parcela que é descontada a taxa de parcelamento.
200 01/08  Aqui você está recebendo a segunda parcela
200  01/09  Aqui você está recebendo a terceira parcela
200  01/10  Aqui você está recebendo a quarta parcela
200  01/11  Aqui você está recebendo a quinta parcela

 

Você também deverá assumir o risco de possíveis fraude nas compras, o que faz com que muitas lojas online acabem optando apenas por intermediadores.

(Meios de pagamento para e-commerce) – Boleto bancário

É o segundo método de meios de pagamento para e-commerce. O boleto é uma alternativa escolhida por pessoas que têm um baixo limite no cartao ou nem sequer possuem um; é utilizado também por aqueles compradores mais desconfiados. Há uma demora entre 2 a 10 dias úteis para que um título seja compensado.

O processo para contratar essa modalidade vária um pouco de banco para banco, mas em geral segue estes passos:

  • Você precisa ter uma conta aberta no banco em que pretende receber;
  • Você deverá entrar em contato com o gerente da sua conta e solicitar a carteira sem registro do banco;
  • O Gerente irá liberar para você esta carteira e também alguns dados que você deverá inserir na sua loja;
  • Para saber quais títulos você recebeu, você deverá ir diariamente ao seu internet banking (ou gerenciador, dependendo do banco), baixar o arquivo de retorno de pagamentos e utilizar o sistema do seu banco que lê estes arquivos.

Atualmente, todos os bancos em que você pode ter uma conta oferecem boleto sem registro, porém, na maioria apenas contas de pessoa jurídica podem emitir boletos.

(Meios de pagamento para e-commerce) – Débito Online

O débito online cresceu consideravelmente nos últimos anos e já ocupa o terceiro posto entre os meios de pagamento para e-commerce mais populares. Ele veio para substituir o uso do boleto bancário, pois o que acontece na verdade é uma transferência entre contas, o que faz com que o dinheiro seja liberado no mesmo instante para a conta da sua loja.

Veja os bancos que oferecem esse meio de pagamento: Itaú, Banco do Brasil, Bradesco, HSBC, Banrisul, Santander e Caixa. Para contratar esse serviço basta você entrar em contato com o gerente do seu banco. Em geral, é cobrada da empresa apenas uma tarifa quando o volume é baixo. Essa tarifa varia de R$ 0,30 a R$ 0,50 por negócio concluído.

Como funcionam os meios de pagamento para e-commerce

Fonte. www.nuvemshop.com.br

Veja Também:

O risco do chargeback nas vendas por cartão

O chargeback é um dos grandes fantasmas para os proprietários de lojas virtuais e responsável por um bom número de fechamentos destas lojas… Continue Lendo Aqui

Você acabou de ler: Como funcionam os meios de pagamento para e-commerce